13 Dicas Poderosas Sobre Finanças Pessoais (A 6ª É matadora)

  Quinta, 11 de outubro de 2018

    - Transforme Sua Vida Financeira Com a Regra Dos 50-15-35
    Você já ouviu falar dessa regra? Bem, ela é bastante simples. Consiste em aplicar uma métrica na ideia que repetimos sempre: objetivos e metas.

    O conceito é simples: dividir seu orçamento em três percentuais para onde sua renda deverá ser direcionada (ou 3 limites para seus gastos).

    50% para gastos essenciais, 15% para prioridades financeiras e 35% para estilo de vida. Isso significa dizer que, tudo o que é básico e fundamental, não deverá superar 50% do seu orçamento: moradia, contas de consumo, educação e assim por diante.

    Em seguida, as prioridades financeiras devem se limitar a 15% do seu orçamento. Se você está endividado, essa é a parcela que deverá ser canalizada para o pagamento desses compromissos.

    Do contrário, esse percentual deve ser destinado à poupança e construção de patrimônio.

    Seguindo os dois parâmetros anteriores, você conseguirá 35% do seu orçamento para gastar com coisas que gosta e trazem sentido para sua vida: passeios, hobbies, restaurantes e tudo mais que te define e te motiva.

    Sem essas coisas, as finanças pessoais ficam comprometidas, pois a vida perde, literalmente, a graça.

    Cuidado, portanto, em rotular como "supérfluo" exatamente as coisas que lhe trazem alegria.

    - Faça um planejamento financeiro pessoal
    Muita gente pensa que o Planejamento Financeiro Pessoal é um bicho de sete cabeças. Mas não é. Aliás, o grande segredo é ser simples e funcional. A base de qualquer planejamento é simplesmente definir prazos e metas.

    Em resumo: é saber o que se quer, quando se quer, para poder planejar como vai chegar lá.

    - Monte uma planilha de gastos mensais
    Finanças pessoais não são nada sem controle. E como você não controla o que não vê, que tal começar a fazer sua planilha de gastos mensais? Melhor ainda; existem muitas planilhas prontas para você começar agora mesmo.

    - Aprenda contabilidade com os ricos
    Ricos não são ricos à toa. Uma das principais coisas que os diferencia das demais pessoas do mundo é a atenção incrível que dão às suas finanças pessoais. E como conhecimento significa poder, sabem o suficiente de cada aspecto que envolve seu dinheiro.

    E um dos aspectos mais importantes, ignorado pela maioria das pessoas que não conseguem enriquecer, é a "contabilidade". É preciso entender os fundamentos contábeis para poder contratar um bom contador e evitar, assim, perder dinheiro.

    Não estamos falando de nada ilegal, muito pelo contrário. As pessoas ricas conhecem a contabilidade de forma a evitar tributos e impostos desnecessários, dinheiro esse que em suas mãos, só faz crescer seu patrimônio.

    Note que, toda vez que ler uma biografia de um milionário, parte de seus segredos sempre passará por uma contabilidade impecável e conhecimento tributário. O segredo de quem tem: jamais perder dinheiro quando isso puder ser evitado.

    - Utilize a tecnologia a seu favor

    Achou a planilha financeira trabalhosa demais? Ainda bem que existem empresas desenvolvendo aplicativos financeiros para facilitar a sua vida. Os apps de controle financeiro são os melhores amigos de suas finanças pessoais.

    A grande vantagem, além da simplicidade no uso, é a mobilidade. Como a maioria tem a versão para smartphone, você poderá lançar suas despesas no ato, sem esperar chegar em casa, correndo o risco de esquecer.

    Há ainda aplicativos que se conectam às suas contas correntes, realizando os lançamentos de forma automática. A você caberá apenas criar categorias para cada despesa, como "moradia", "transporte", "educação", para citar alguns exemplos e definir metas (ou limites) para seus gastos.

    Fantástico, não é? Agora você não tem mais desculpa para deixar seu controle financeiro de lado.

    - Poupe parte do seu dinheiro e invista (mesmo ganhando pouco)
    Ganhar pouco não é desculpa para não poupar. Lembra-se da regra dos 50-15-35? Ela cabe em qualquer orçamento.

    O grande segredo das finanças pessoais não é ficar tentando adaptar seus ganhos à sua vida, mas adaptar sua vida aos seus ganhos.

    Esforce-se, assim, para conseguir separar 15% do que ganha para poupar e, por consequência, investir. Esqueça esse dinheiro e condicione-se a viver com os 85% restantes e adapte sua vida a eles.

    Assim, com disciplina e paciência, você verá seu patrimônio crescer. E, a partir desse ponto, utilize-se de tudo o que a Rico te oferece para escolher os melhores investimentos: seu dinheiro crescerá mais rápido e você atingirá seus objetivos.

    - Aprenda Como Economizar Dinheiro
    A economia de dinheiro é parte importante das finanças pessoais, por isso, falamos tanto sobre esse assunto. E, por mais óbvio que pareça, economizar vem de cortar desperdícios; tão simples quanto isso.

    E, após começar a fazer o controle dos seus gastos, ficará muito fácil identificá-los. De forma resumida: desperdício de dinheiro é tudo aquilo que você paga mas não usa, ou, o gasto para o qual (caso use) haveria opção mais barata.

    Alguns exemplos práticos:

    TV por assinatura: se você não usa, cancele
    Telefonia: veja se seus planos estão adequados ao seu consumo. Sempre é possível gastar menos.
    Assinaturas em geral: o brasileiro é conhecido por assinar um monte de coisas e não cancelar. Seja o serviço de streaming de música ou aquela revista que nunca lê, cancele tudo e só pague aquilo que efetivamente usa.
    Seja a academia que não vai, ou um carro que fica na garagem e não usa, só cortando os desperdícios você poderá poupar e ver seu patrimônio crescer.

    - Pare de perder dinheiro com a poupança
    Aqui na Rico temos um lema: "quer ganhar dinheiro com a poupança? Então tire seu dinheiro de lá".

    Nesse outro artigo, você vai aprender tudo sobre a poupança e quais investimentos que são tão seguros quanto ela, mas rendem muito mais. Que tal? Leia e comece a cuidar de suas finanças pessoais agora mesmo.

    - Saia dos bancos e invista melhor
    Se já nos ouviu falar mais de uma vez que "banco não é lugar de investir", prepare-se, pois vamos repetir mais uma vez. Boas práticas em finanças pessoais passam por escolher parceiros que te ofereçam melhores oportunidades a custos menores.

    Claro, para investir através da Rico, você precisa ter uma conta corrente (em um banco) em seu nome. Mas nem por isso você precisa pagar altas taxas de manutenção, já que existem muitas opções de conta corrente sem custo.

    Pior ainda é confiar ao banco seus investimentos, com baixas taxas de retorno e custos altíssimos.

    Aposentadoria na previdência privada do banco? Nem pensar! A Rico tem opções melhores e, como já dissemos antes, está preparada para te ajudar nessa jornada tão importante.

    - Aprenda e ensine sua família sobre finanças pessoais

    Quando vivemos em família é fundamental que todos se engajem em torno dos objetivos comuns da casa. E com finanças pessoais não é diferente: se todos estiverem em sintonia, os resultados serão muito melhores.

    Por isso, é importante criar uma dinâmica familiar, com um momento para que os assuntos finanças pessoais e finanças familiares sejam abordados. Defina um dia do mês, crie um ritual e assuma esse compromisso.

    É importante que seja um momento sério, mas gostoso. E que, ao longo do tempo, todos possam comemorar juntos as conquistas e encarar os desafios.

    É claro que, se tiver filhos muito pequenos, é preciso esperar que tenham idade e discernimento para participar desse momento.

    Sempre haverá algo a ensinar e a aprender. Estimule todos a fazerem pesquisas e trazer assuntos novos a cada encontro sobre finanças pessoais. Logo perceberá os benefícios do aprendizado conjunto, bem com a determinação em construir um futuro sólido de forma participativa.

    - Aposente o cartão de crédito
    Embora o cartão de crédito não seja inimigo de ninguém (pelo contrário, o único inimigo, do ponto de vista financeiro que temos, somos nós mesmos), não podemos negar que é uma ferramenta que pode levar a problemas financeiros.

    Existe uma "armadilha psicológica" no uso do cartão que é o fato de você "não ver" o dinheiro sendo gasto de fato. Isso causa uma falsa sensação de "não ter gasto", sobretudo quando há saldo positivo na conta corrente (esquecendo que você já gastou aquele dinheiro no cartão).

    Quando você passa a usar "dinheiro vivo" ou mesmo "cartão de débito", você estará utilizando de uma ferramenta poderosa das finanças pessoais que, acredite, inibe o consumo por impulso e, pela "dificuldade" de ver o dinheiro indo embora, fará com que você gaste menos.

    - Não escute o gerente do seu banco
    Como já falamos antes, bancos não estão interessados em nada além do próprio lucro. E o gerente, como funcionário do banco, por mais que fale o contrário, atende os interesses da instituição e não do cliente.

    Desse modo, ele te oferecerá uma série de produtos cujo único beneficiado é o banco, como por exemplo, títulos de capitalização, que é um produto que possui rendimento praticamente zero, com a promessa de sortear prêmios.

    Em finanças pessoais, títulos como esse são o suicídio financeiro. Esse foi apenas um dos muitos exemplos que podem ser dados. Por isso, seja o que seu gerente lhe oferecer, nos procure, que poderemos te oferecer algo muito melhor.

    - Tenha a Corretora de Valores como aliada
    Para complementar o tópico anterior: gostaríamos que sempre enxergasse a Rico como sua aliada, sua parceira. Nosso maior interesse é que nossos clientes prosperem, afinal, o ganho de nossos clientes é nosso também, sem demagogia.

    Por isso, procure-nos sempre que precisar. Para cada decisão envolvendo seu dinheiro, temos recursos e conhecimento para guiá-lo por todo o caminho para que, no fim, você colha os frutos que tanto sonhou.

    Note que todo milionário tem uma corretora de valores como parceira e isso está sempre dentro do seu horizonte de finanças pessoais. Que tal começar agora mesmo?

    Melhores investimentos para 2017
    Embora as taxas de juros estejam caindo, a Renda Fixa no Brasil ainda é muito rentável e deve estar presente no contexto das finanças pessoais de todo investidor.

    Então, para 2017 a Renda Fixa continua em destaque, até para que você garanta as (ainda) altas taxas pagas.

    Entre eles, temos aqueles garantidos pelo FGC e o Tesouro Direto. Como todos tem características semelhantes em alguns pontos e distintas em outro, é preciso que estejam alinhados com seus objetivos.

    Nossa equipe está pronta para ajudá-lo a escolher os melhores investimentos. Além disso, possuímos uma vasta gama de materiais, textos, e-books e vídeos para ajudá-lo a aprender o máximo e investir bem.

Nossos parceiros
Nossos parceiros
Nossos parceiros
Nossos parceiros
Nossos parceiros
SOBRE O SITE PAULO AFONSO | TEM

O site pauloafonsotem é formado por uma ótima equipe de colaboradores que fazem o site andar, deixando o mesmo sempre atualizado com notícias de qualidade para orgulhar cada vez mais todos os nossos internautas! Desde 2010 trazendo conteúdo e informação para você.
QUER ANUNCIAR?

Entre em contato, e faça a sua divulgação conosco! "QUEM NÃO É VISTO NÃO É LEMBRADO" Telefone: 75-98845-4011 | 75-99227-3793 ou se preferir E-mail: pauloafonsotem@hotmail.com!
PREVISÃO DO TEMPO

RECENTES POSTS

Todos os direitos reservados - Desenvolvimento: Ewerton Miranda